Trajeto 1 – Federação

Trajeto 1, Avenida Cardeal da Silva, Federação.
Trajeto 1, Avenida Cardeal da Silva, Federação.

   Esse trajeto foi escolhido como objeto de estudo por ser via de passagem de uma aluna do curso Geofísica/UFBa e que possui aulas no campus Ondina/Federação (entrando no portão do Instituto Geociências) e também na Escola Politécnica – esse segundo caso será analisado em outro post.

 O Trajeto se iniciou no Ponto Vermelho, deu a volta no viaduto que fica logo após o loteamento da Rede Record (no final do viaduto fica localizado o portão para Geociências) e finalizou no ponto azul. A ida caracteriza o percurso que ela faz pela manhã e a volta, chegando ao ponto azul, caracteriza a volta que ela faz pela tarde, saindo do mesmo portão.

As fotos de 1 a 4 evidenciam um problema sério. Não podemos reclamar da aplicação ou não do Design Universal, da manutenção, da sinalização, enfim. Isso acontece porque se tem uma calçada de boa qualidade? Não. Isso acontece, pois não existe calçada. Diversos fatores fazem esse trecho ser de péssima qualidade: Carros estacionam no piso de barro e impedem a locomoção de pedestres. Com a chuva a água se acumula formando poças. Em uma das extremidades existe um poste o qual prejudicaria a mobilidade mesmo havendo um passeio. Próximo ao poste há uma grande quantidade de mato que fica literalmente colado a pista. Todos esses fatores levam com que reste a população se deslocar para a pista. Isso representa um grande perigo, pois aquela é uma via onde trafegam veículos, inclusive de grande porte, em alta velocidade. Não se pode contar com o passeio do lado oposto (foto 5), pois esse também está com uma manutenção defasada. Por fim, não há nenhuma sinalização que avisem os pedestres do perigo e aos motoristas para reduzirem a velocidade.

Foto 1 – Evidencia de forma mais panorâmica o trecho
Foto 1 – Evidencia de forma mais panorâmica o trecho
Foto 2 – A presença do poste atrapalha a passagem de pedestres
Foto 2 – A presença do poste atrapalha a passagem de pedestres

 ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

Foto 3 – Carros estacionados na suposta calçada. Problema comum de Salvador
Foto 3 – Carros estacionados na suposta calçada. Problema comum de Salvador
Foto 4 – Ao fundo, mato colado com a pista
Foto 4 – Ao fundo, mato colado com a pista

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

Foto 6 – Local próximo à Subestação da Coelba. Dois carros estacionados no passeio impedindo por completo o tráfego de pedestres. Essa foto evidencia a falta de educação de pessoas que cometem esse ato de infração
Foto 6 – Local próximo à Subestação da Coelba. Dois carros estacionados no passeio impedindo por completo o tráfego de pedestres. Essa foto evidencia a falta de educação de pessoas que cometem esse ato de infração
Foto 5 – Calçada do lado oposto ao trecho da foto 1, em um estado muito ruim
Foto 5 – Calçada do lado oposto ao trecho da foto 1, em um estado muito ruim

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

ㅤ Nas fotos de 7 à 10 Percebe-se a falta de manutenção das calçadas, característica que foge aos parâmetros do Design Universal, principalmente ao da Flexibilidade do Uso e ao do Esforço Físico. Nem todos os tipos de indivíduos que selecionamos na metodologia são englobados para o uso dessa calçada. Cadeirantes e deficientes visuais teriam grande dificuldade em se locomover e caso conseguissem precisariam realizar um grande esforço físico para tal. Pode-se dizer que até mesmo pessoas com mobilidade plena têm que realizar um esforço físico desnecessário caso houvesse um passeio com boa manutenção. ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ

post 5 - foto 7

post 5 - foto 8Foto 7 e 8 – É evidente a falta de qualidade que essas calçadas apresentam. Com as chuvas formam-se poças de água que são prejudiciais à locomoção. Ocorre ainda o efeito de             “incorporação” do passeio ao asfalto                                                     

ㅤㅤㅤㅤㅤㅤ

ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ

post 5 - foto 9
Foto 9 – Concreto desgastado, dando origem a uma calçada de barro com desníveis.
post 5 - foto 10
Foto 10 – Presença de lixo depositado na calçada, prejudicando a passagem de pedestres. Essa prática também é muito comum em Salvador.

ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ

ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ

 ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ ㅤ

Chegamos ao ponto que damos a volta no percurso e analisamos os passeios do viaduto. O passeio da direita, sentido Avenida Cardeal da Silva – Campo Grande foi formulado com placas de concreto. Apesar de possuir uma maior durabilidade, essas placas, se não houver manutenção, podem se soltar sendo isso o que aconteceu no viaduto analisado. Isso torna praticamente impossível que qualquer cidadão que se enquadre no tipo 2 (deficientes) ultrapasse o percurso. A solução que teoricamente, diante de tal situação, seria mais cabível aos pedestres seria atravessar para o outro lado do viaduto para usar o outro passeio, o qual possui uma qualidade melhor, porém isso é muito difícil de acontecer, pois não há semáforos, rampas, faixa de pedestres ou qualquer tipo de sinalização que ajude a passagem. É uma situação muito crítica. ㅤ

 ㅤ

 ㅤ

Foto 11 – Blocos de concreto de longa durabilidade, mas sem manutenção.
Foto 11 – Blocos de concreto de longa durabilidade, mas sem manutenção.
post 5 - foto 12
Foto 12 – Existe uma verdadeira cratera no passeio do viaduto da Avenida Cardeal da Silva, após a Rede Record, sentido Rio Vermelho->Campo Grande.

 ㅤ

 ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤ  ㅤPor último dificuldades apareceram quando a aluna passou pelo passeio que fica em frente à construção de um empreendimento imobiliário. Naquele momento por mais uma vez o problema de falta de educação apareceu. Os carros estacionados em frente a construção impediam a passagem regular, fazendo com que Dalila se locomovesse com dificuldade pelo passeio, para não ter que passar pela pista.

Fotos13 – Hábito comum na cidade.
Foto 14 – Hábito comum na cidade.
Foto 12 – Carros mais uma vez estacionados na calçada.
Foto 13 – Carros mais uma vez estacionados na calçada.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s